LUIZ DA COPEL REGISTRA CHAPA PARA CONCORRER À PRESIDÊNCIA DO IATE CLUBE DE SÃO SEBASTIÃO DA AMOREIRA


O Sr. Luiz Aparecido Casaçola, popular Luiz da Copel, protocolou a Chapa denominada "Unidos pelo ICA", para a eleição do IATE CLUBE DE SÃO SEBASTIÃO DA AMOREIRA, que irá acontecer no próximo dia 29 de março de 2015. O Clube é presidido atualmente pelo Sr. Cleomar Fabri, que já está em seu segundo mandato. A Chapa "Unidos pelo ICA", tem como Presidente o Luiz da Copel, Vice Célio Braga, 1º Secretário Júlio Cezar Ribas, 2º Secretário Sandro Manesco, 1º Tesoureiro Carlos Roberto Nishiyama, 2º Tesoureiro Edvaldo Garcia, tendo como Conselheiros - Ayrton Lopes da Silva, Ademir Lourenço de Gouveira, Wanderlei Trindade Barbosa, Enio Proença Araujo e Ubirajara Toncovitch Junior.

O prazo final para registro das chapas se encerrar no próximo dia 15 de março. Segundo informações pode aparecer mais uma chapa que seria encabeçada pelo Tiãozinho da Vilela.

Três são baleados durante a madrugada em Londrina; um morreu em frente a boate

Guilherme Batista - Redação Bonde
QR:
Flip

Três homens foram baleados durante a madrugada deste sábado (28) em Londrina. Uma das vítimas morreu e as outras duas foram encaminhadas para hospitais de plantão. A primeira ocorrência foi registrada pelos bombeiros por volta da uma hora da manhã na rua Antônio Alves Resende, no jardim Tropical (zona norte), onde um homem de 38 anos sofreu ferimentos moderados após ser alvejado. Ele foi atendido pelo Siate e encaminhado para o Hospital da Zona Norte.

A segunda ocorrência, das duas horas da manhã, terminou na morte de Diego Osmar de Oliveira, de 27 anos, em frente a uma boate localizada às margens da BR-369, na saída de Londrina para Ibiporã. Segundo informações da Polícia Militar (PM), um elemento em uma motocicleta chegou ao local, atirou diversas vezes contra a vítima e fugiu antes da chegada dos policiais. Oliveira morreu na hora. O corpo dele foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal (IML) de Londrina. 

A terceira e última ocorrência, registrada por volta das 4h30, aconteceu na rua Antônio Segretti, próximo ao posto de saúde do jardim Itapoã (zona sul). Um homem teria sido baleado no local, atendido pelo Siate e encaminhado a um hospital de plantão. Corpo de Bombeiros e Polícia Militar não souberam passar detalhes da tentativa de homicídio.

Governo do PT suspende o “Minha Casa, Melhor”.



Dilma entrega unidades habitacionais do Programa Minha Casa Minha Vida, em Feira de Santana, na Bahia
Diante da queda da arrecadação e da necessidade de ajuste fiscal, o governo federal decidiu suspender o programa Minha Casa Melhor, linha de crédito especial para os beneficiários do Minha Casa, Minha Vida adquirirem móveis, eletrodomésticos e eletrônicos a taxas de juros subsidiadas.
Para operar o programa, a Caixa Econômica Federal recebeu do governo uma capitalização de 8 bilhões de reais em junho de 2013. Do valor total, 3 bilhões de reais foram direcionados para os financiamentos do programa – o restante foi usado em outra operação.
Até dezembro, 18 meses após o lançamento do programa, 640.000 famílias tinham recebido os cartões do Minha Casa Melhor. Foram oferecidos 3,2 bilhões de reais em crédito, dos quais 2,4 bilhões de reais foram realmente contratados.
“Novas contratações do Minha Casa Melhor estão sendo discutidas no âmbito da terceira fase do programa Minha Casa Minha Vida”, informou, em nota, a Caixa. “Os cartões referentes a contratos já realizados continuam operando normalmente”. O Tesouro Nacional foi procurado pela reportagem, mas disse que somente o banco se pronunciaria sobre o assunto.
Pelo canal oficial de comunicação que mantém com os beneficiários do programa, a atendente da Caixa afirmou que o Minha Casa Melhor está suspenso desde o dia 20 deste mês. “A Caixa está reavaliando o programa antes de realizar novas contratações no Brasil inteiro”, afirmou a atendente, que não quis se identificar.
No lançamento do programa, o governo divulgou que a expectativa era de que 3,7 milhões de famílias fossem beneficiadas, em um total de 18,7 bilhões de reais. O Minha Casa Melhor oferece crédito a juros mais baixos que os praticados no mercado para as famílias atendidas pelo programa Minha Casa Minha Vida comprarem 14 tipos de eletrodomésticos e móveis. Os juros são de 5% ao ano contra 16,5% que são cobrados pelo mercado para financiar esses produtos.
A Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL), que representa 1,2 milhão de lojistas, estima que o programa injetou1,4 bilhão de reais no setor no ano passado. De acordo com o governo, desde o lançamento do programa, os donos dos imóveis do Minha Casa, Minha Vida compraram TV digital, computador, geladeira, fogão e móveis, entre outros produtos, em 28 mil lojas espalhadas pelo País.
Ao entregar os imóveis do conjunto em Feira de Santana (BA), a presidente Dilma Rousseff assegurou a continuidade do programa de habitação popular. Segundo ela, a terceira fase será lançada em março, com a meta de contratar mais 3 milhões de moradias.
Fonte: Veja (Com Estadão Conteúdo)

Governo do Paraná pede na Justiça o fim da greve dos professores


Intenção do governo é forçar o início do ano letivo para segunda-feira (2).
Pedido de liminar foi protocolada no Tribunal de Justiça nesta sexta-feira (27).

Do G1 PR
O governo do estado protocolou no fim da tarde desta sexta-feira (27) um pedido de liminar para que a greve dos professores da rede pública do Paraná seja decretada ilegal. A intenção do Executivo é que a liminar seja concedida ainda durante o fim de semana e, assim, forçar o início das aulas para a segunda-feira (2), encerrando a greve que já dura 19 dias.

O comando de greve, no entanto, se reuniu nesta quinta-feira (26) e agendou a assembleia estadual da categoria, que pode definir o fim da greve, apenas para a próxima quarta-feira (4).
Em função do horário em que foi protocolada, a liminar só deve ser despachada no Tribunal de Justiça no sábado (28), de acordo com o próprio governo.
A medida contraria a expectativa do governo do estado, que afirma ter atendido todas as reivindicações dos professores, de forma que não há motivo para que a greve prossiga.
"O Governo do Estado entende que foi atingindo o resultado pretendido com as reuniões realizadas em conjunto com os representantes da APP-Sindicato, garantindo-se os direitos dos professores e funcionários de escolas, bem como a qualidade do ensino dedicado aos alunos da rede pública do Estado do Paraná. O Governo do Estado está preparado para que o início das aulas aconteça no dia 02/03/2015, próxima segunda-feira, e pretende convocar a todos para a retomada de suas atividades", diz nota publicada pela administração estadual.
A greve dos professores foi deflagrada depois que o governo atrasou o terço de férias da categoria. O movimento se acirrou depois que chegou à Assembleia um pacote de medidas de ajuste fiscal.
Em greve, professores e funcionários estaduais protestam em Curitiba (Foto: Divulgação/APP-Sindicato)Em greve, professores e funcionários estaduais protestaram em Curitiba (Foto: Divulgação/APP-Sindicato)

AGRICULTURA - Informação que faz a diferença

Campanha Plante seu Futuro gera redução nas aplicações de defensivos. Produtores da região de Londrina utilizam WhatsApp para troca de informações sobre as lavouras

Marcos Zanutto
O técnico do Emater Paulo Mrtvi com os produtores Vinícius e Cláudio Alves: adoção do manejo de pragas e troca de informações reduziram aplicações de veneno
Uma informação técnica de qualidade pode fazer toda a diferença para a tomada de decisão do produtor rural durante a safra. Conhecendo sua lavoura – entendendo de fato o que se passa em cada talhão - ele pode decidir, por exemplo, se é necessário ou não a aplicação de um inseticida contra lagartas ou mesmo de um fungicida para o controle da ferrugem. Muitas vezes, sem o domínio de técnicas que auxiliam nesses conhecimentos, o agricultor acaba realizando aplicações calendarizadas desnecessárias, onerando seu custo de produção e até mesmo trazendo o descontrole ambiental na propriedade.

Um trabalho realizado pela Secretaria Estadual da Agricultura e do Abastecimento (Seab), Instituto Emater, Embrapa Soja e diversas outras entidades parceiras mostra que é possível levar informação de qualidade ao produtor e fazê-lo de fato utilizar boas práticas de produção, em todos os níveis. A campanha Plante Seu Futuro chega ao segundo ano com resultados otimistas no que se trata do manejo integrado de pragas e doenças.

Com ações realizadas em 220 propriedades escolhidas, que se tornaram unidades referenciais de tecnologia, foi possível aplicar técnicas de controle de pragas como o "pano de batida" e da ferrugem da soja com a "coleta de esporos". Os resultados encontrados são disseminados para toda a região, inclusive por meio de ferramentas modernas, como o aplicativo de celular WhatsApp, que abrange um grupo de produtores da região de Londrina (veja no boxe).

De acordo com o coordenador da campanha na área de manejos integrados de pragas e doenças, Nelson Harger, a expectativa para o final dessa safra é de que as propriedades acompanhadas pelo programa fechem com apenas 0,5 aplicação de fungicida e 1,7 de inseticida, números inferiores à média estadual, que gira em torno de quatro aplicações de inseticida e duas de fungicida para a safra 2014/15. "A receptividade dos produtores é muito grande, porque eles querem ter a informação em mãos para decidir a melhor estratégia. Com as técnicas que disseminamos, é possível ter a informação exata para entrar ou não com o controle via inseticidas ou fungicidas", explica ele.

Harger salienta que este ano foi bem desfavorável para a disseminação de pragas e doenças e o produtor que realizou aplicações calendarizadas pode ter jogado dinheiro pelo ralo. "Não recomendamos este ano, por exemplo, aplicações para lagartas esfoliadoras nas áreas vegetativas. Inclusive, o controle da Helicoverpa aconteceu naturalmente. O maior problema durante a safra de soja deste ano foi o controle de percevejos e a lagarta falsa medideira", exemplifica.

De forma geral, o coordenador salienta que os produtores paranaenses têm sim acesso a informação, seja por meio das próprias unidades de referência que abrangem diversas regiões do Estado, dias de campo, reuniões de assistência técnica local, entre outras formas. "Estamos em um momento que o agricultor não pode reclamar que não há informação. Muitas vezes, o que acontece é que ele terceiriza a responsabilidade, inclusive para a assistência técnica que o atende e não se envolve com a lavoura como deveria se envolver. Ele acaba programando as aplicações pelo máximo da necessidade, já que há interesses comerciais, e acaba utilizando produtos que não seriam necessários se estivesse utilizando as técnicas de manejo".

FOLHA DE LONDRINA
Victor Lopes
Reportagem Local

Prefeito de Terra Rica perde o mandato no TJ

O Tribunal de Justiça (TJ) do Paraná condenou o prefeito de Terra Rica (Noroeste), Devalmir Molina Gonçalves (PSL), à perda do cargo, multa de dez vezes seu salário e à suspensão dos direitos políticos ao considerá-lo culpado de improbidade administrativa em esquema montado para fraudar licitação de coleta de entulhos. Apesar do acórdão, ainda cabe recurso ao Supremo Tribunal Federal (STF) e, até lá, ele permanece no cargo.

Segundo denúncia do promotor Lucas Junqueira Bruzadelli Macedo feita há cinco anos, o prefeito decidiu terceirizar os serviços de coleta de entulhos para favorecer a empresa de duas filhas e uma nora do ex-vereador Waldemar Peres Rodrigues (PTB), seu aliado político. "O serviço não precisava ser terceirizado, o município tinha servidores e maquinários para o trabalho", diz o promotor.

A empresa da família do ex-vereador, criada poucos meses antes do início do mandato, foi a única a participar do certame. Além disso, não houve publicação em jornal de circulação estadual, apenas em veículo local de pequeno alcance, e a Lei Orgânica do Município veda qualquer contratação de empresas de familiares de parlamentares com a administração pública.

Após o início da ação, o prefeito anulou o processo licitatório antes de qualquer pagamento. "Ainda assim, à luz da legislação, houve o ilícito com a assinatura do contrato", defende Macedo. Gonçalves foi absolvido em primeira instância, mas a sentença foi reformada no TJ ao julgar apelação cível do MP.

O prefeito responde a oito ações judiciais referentes à sua administração e já foi condenado em três. Ele e seu advogado não foram encontrados na tarde de ontem para comentar a decisão.
Luís Fernando Wiltemburg
Reportagem Local-FOLHA DE LONDRINA

Piracema termina com 74 detidos na região de Londrina

Pesca de espécies nativas volta a ser liberada amanhã

Rei Santos
Anzóis proibidos foram apreendidos por equipes da Força Verde
Londrina – Setenta e quatro pessoas foram detidas pela Polícia Ambiental na região de Londrina por desrespeitar a piracema, período em que a pesca de espécies nativas é proibida. Hoje é o último dia da restrição, que começou em 1º de novembro do ano passado. O objetivo da medida é preservar a desova e reprodução dos peixes em rios e reservatórios.

Os presos por pesca na piracema são enquadrados na lei de crime ambiental e respondem a processo em liberdade. A multa é de cerca de R$ 700 por pescador e mais de R$ 20 por quilo de peixe pescado.

De acordo com o tenente Marco Paluch, do setor de Planejamento do Batalhão da Polícia Ambiental (BPAmb) - Força Verde, o fim da piracema libera a pesca de espécies nativas como o pintado, dourado, jaú, surubim, cascudo, traíra, pacu e cachara. Durante o período de restrição na atividade pesqueira, era permitido pescar apenas peixes exóticos, como tilápia, carpa e tucunaré.

O policial observa que, mesmo com o término da piracema, pescadores precisam estar atentos a regras para a prática ao longo do ano. "Há um equívoco em dizer que a piracema proíbe a pesca e fora dela se pode tudo. A piracema protege em especial os peixes nativos. Fora dela, os peixes possuem tamanhos mínimos para serem pescados e os pescadores devem respeitar outras normativas", assinala o tenente.

Paluch salienta que não se deve pescar próximo a cachoeiras nem a desembocaduras de rios. Além disso, o pescador amador não pode usar redes, espinhéis e fisgas predatórias - somente varas de pesca e linha de mão estão liberadas.

As ações de fiscalização da Força Verde foram desenvolvias nos principais rios do Estado: Iguaçu, Paraná, Piquiri, Ivaí e Tibagi, bem como em outros pontos com registros de concentração de pescadores e pesca predatória. Em todo o Paraná, foram 53 situações com prisões em flagrante e apreensões de 405 kg de peixes, 855 varas de pesca, 8.246 metros de espinhéis e 7.607 unidades de armadilhas proibidas.

Somente na região de Londrina, a Força Verde contabiliza 145 kg de peixes apreendidos, além de 3.904 metros de redes, 4.005 metros de espinhéis e 20 armas de fogo em situações de pesca.

Conforme a Secretaria de Estado de Meio Ambiente, a pesca amadora ou profissional requer documentação do Ministério da Pesca. O documento é emitido por cadastro no site do próprio Ministério. Quem for flagrado pescando sem este item também pode ser enquadrado em crime ambiental.
Antoniele Luciano
Reportagem Local-FOLHA DE LONDRINA

Justiça manda liberar rodovias estaduais

Caminhoneiros diminuem manifestações em estradas federais e endurecem bloqueios nas estaduais na região de Londrina

Fotos: Anderson Coelho
Bloqueio na PR-445 era um dos 44 mantidos em vias estaduais ontem
O motorista Claudenir Zulian barra colega que tentou furar bloqueio
A Justiça do Paraná determinou no início da noite de ontem a liberação de duas rodovias estaduais que estavam bloqueadas pela paralisação dos caminhoneiros, em Sertanópolis e Ivaiporã. Autor de 27 ações do tipo, o procurador-geral do Estado, Ubirajara Ayres Gasparin, afirmou que esperava novas liminares até o fim da noite de ontem no mesmo sentido.

A decisão prevê multa de R$ 5 mil por dia para os caminhoneiros que impedirem a passagem de veículos. "Vale imediatamente após a intimação dos caminhoneiros e sindicatos. A tendência é que a Justiça reconheça os outros pedidos e até o começo da semana que vêm todas as rodovias estejam liberadas", afirmou Gasparin.

Na região de Londrina, os caminhoneiros deixaram ontem as rodovias federais e focaram as estaduais, para escapar do risco de multas de R$ 10 mil por veículo determinadas por liminares obtidas pela Advocacia Geral da União (AGU). Entretanto, os grevistas endureceram os bloqueios e disseram que podem voltar às federais.

De acordo com balanço das 17h30 da Polícia Rodoviária Federal (PRF), 61 bloqueios estavam ativos em BRs no País, das quais 12 no Paraná. Os números são menores do que os do dia anterior: 84 e 19, respectivamente. Segundo a Polícia Rodoviária Estadual (PRE), às 16h30 o Estado tinha 44 piquetes ativos, mais do que os 40 da noite anterior.

Um dos líderes da paralisação na PR-445, na saída para Tamarana, o autônomo que se identificou apenas como Fábio disse que a categoria "trancaria as estaduais". "O que nos passaram é que a liminar para as federais caíram e ainda podemos voltar para lá, mas estamos fechando tudo na região, perto do (posto) Cupim, do (posto) Portelão, em Tamarana, Nova Fátima, Apucarana e Arapongas", disse.

Ele afirmou que há apoio de transportadoras ao movimento, com entrega de água e refeições, mas que empresários e sindicatos não participam diretamente. "Queremos tabelamento justo do frete, mais segurança e estrutura para aquela lei de descanso valer, porque não adianta dirigir poucas horas se não temos onde parar; uma revisão da nossa aposentadoria, porque aumentaram os anos e ficou difícil, e não pagar pedágio quando estamos vazios, porque não estamos faturando", completou.

Tensão

A reportagem flagrou o momento em que um caminhoneiro de uma transportadora tentou furar o bloqueio, ao passar por cima de um canteiro. Dois grevistas barraram, em uma moto, a passagem do caminhão e, aos gritos e com tapas na lataria do veículo, fizeram com que o motorista recuasse e fizesse parte do piquete.

Responsável por barrar a passagem do veículo, o autônomo Claudenir Zulian pediu apoio de colegas da categoria. "Não somos vândalos, mas queremos a colaboração de todos. Não precisa pular o meio-fio , precisamos de apoio, críticas ao governo, que saiam para a rua para se manifestar", disse, mais calmo.

Para André Soares, funcionário de uma transportadora que havia sido parado de modo semelhante momentos antes, a tensão nas paralisações tem aumentado. "Apoio a manifestação da categoria, mas tem de ser pacífica, não precisa disso."

Apoio de professores

Os caminhoneiros também ganharam o apoio de outras categorias, como empresários do setor de alimentos, produtores rurais e professores, que forneceram apoio logístico e engrossaram o coro nos piquetes. Diretora de escola estadual em Cambé, Fátima Mandelli convocou a comunidade para participar do movimento, na PR-445, perto do trevo de acesso a Londrina. "O povo tem de se mobilizar, porque ninguém aguenta mais. Está na hora de se dar valor a quem merece", disse.

No local, foram montadas barracas e uma empresa de bufê se prontificou a fornecer refeições na manhã de hoje. Juntas, as duas categorias entoavam gritos de protesto, como "sem professor e sem caminhão, o Brasil fica na mão" e "enquanto eu dirijo meu caminhão, mulher de deputado anda de avião". Motoristas de veículos de passeio que passavam pelo local buzinavam e faziam sinais de aprovação.

A greve, iniciada na semana passada, já prejudica o agronegócio do Paraná (leia na página 4).
Fábio Galiotto
Reportagem Local-FOLHA DE LONDRINA

FUTEBOL - Londrina cumprirá perda de mandos de campo na Série C

O recurso do Londrina em relação às punições sofridas após a confusão contra o Brasil de Pelotas, no Café, pela semifinal do Série D do Brasileirão, em novembro do ano passado, foi julgado nesta sexta-feira (27), pela Quarta Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva.

A perda de quatro mandos de campo, sendo dois com portões fechados e dois fora da cidade, foi mantida pela entidade. A punição será cumprida pela Série C deste ano e, desta forma, o Londrina jogará normalmente contra o Santos, pela Copa do Brasil em casa.

A partida contra o Peixe acontecerá no dia 17 de março, no Café, às 19h30. Caso haja o segundo jogo, o confronto será no dia 16 de abril, na Vila Belmiro, às 21h30. (Com informações da Rádio Paiquerê).
Redação Bonde-FOLHA DE LONDRINA

Tenente-coronel deixará comando da PM em Londrina para voltar ao Bope

Os comandos da Polícia Militar (PM) vão passar por novas mudanças em Londrina. O atual comandante do 5.º Batalhão, tenente-coronel Hudson Teixeira, deixará o cargo para retornar ao Batalhão de Operações Policias Especiais (Bope), em Curitiba. Teixeira ficou à frente do 5.º BPM por seis meses. A transferência de comando será realizada na próxima sexta-feira (6 de fevereiro), às 9h, na sede da corporação. O tenente-coronel será o novo comandante do Bope na capital.


Assume o cargo deixado por Teixeira o major José Luiz de Oliveira, que, atualmente, é comandante da 4.ª Companhia Independente da PM, órgão responsável por fazer a segurança da zona norte de Londrina.

O posto de Oliveira, por sua vez, será ocupado pelo major José Carlos de Oliveira, atual comandante do 15.º Batalhão da PM, em Rolândia.
Guilherme Batista - Redação Bonde

Tarifa de energia no Paraná terá aumento médio de 36,4%

Reajuste da Copel, o quarto mais alto entre 58 distribuidoras, entra em vigor na segunda-feira e é 13 pontos percentuais maior que índice nacional

Lis Sayuri
Copel informou que incremento no caixa será destinado a encargos da CDE e para o custo de energia, em especial, de Itaipu
Curitiba - A conta de luz do paranaense ficará, em média, 36,4% mais cara a partir de segunda-feira. O aumento faz parte de um reajuste extraordinário anunciado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e é o quarto mais alto entre 58 distribuidoras de energia que terão a tarifa reajustada. Segundo informações da Copel, o reajuste para o consumidor residencial será de 31,8% e para as indústrias, o aumento médio é de 40%.

Na média nacional, o efeito médio a ser percebido pelos consumidores, ponderado pela receita das distribuidoras, é de 23,4%, de acordo com informações da Aneel.

Nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, esse percentual médio chega a 28,7%, enquanto no Norte e Nordeste o aumento médio será de 5,5%. A grande diferença entre os aumentos médios de uma região para outra se dá por dois motivos: o primeiro é a proteção legal que veda uma divisão igualitária dos gastos anuais do setor elétrico pelas regiões do País, fazendo com que as participações do Norte e Nordeste sejam menores.

Além disso, recaem sobre os consumidores do Sul, Sudeste e Centro-Oeste os custos altos da compra da energia de Itaipu, que sofreu aumento de 46%, em dólar. E com a elevação da moeda norte-americana, este aumento é maximizado. Como apenas essas regiões fazem uso dessa energia, só elas pagam por estes gastos maiores. Ainda de acordo com a Aneel, o principal motivo para a variação da tarifa de Itaipu foi "o cenário hidrológico adverso de 2014".

De acordo com informações da Aneel, o reajuste tarifário tem como objetivo compensar o encarecimento da energia de Itaipu e o fim dos repasses do Tesouro à Conta de Desenvolvimento Energético (CDE), que trouxe um déficit de R$ 23 bilhões a ser dividido entre todos os consumidores do País.

Esse montante de R$ 23 bilhões deve cobrir a diferença entre o que as distribuidoras estão gastando para comprar energia e o que elas cobram dos consumidores. O custo da energia ficou mais caro devido ao uso intenso das usinas termelétricas, em função da crise hídrica pela qual atravessa o País.

Geralmente, as concessionárias de energia do País têm um reajuste por ano. O da Copel é sempre dia 24 de junho. Mas existia o receio de que o caixa das empresas não suportaria os custos que aumentaram a partir do ano de 2014.

O diretor presidente da Copel Distribuição, Vlademir Daleffe, disse que os itens que mais pesaram para a companhia foram a Conta de Desenvolvimento Energético, os custos da energia de Itaipu (já que 20% da energia que a empresa paranaense compra vem de lá) e a energia cara comprada durante seis meses pela Copel a R$ 385 por MWh no leilão de ajuste promovido pela Aneel.

Ele disse que nenhum centavo ficará com a Copel. A diferença irá para encargos da CDE e para o custo de energia, em especial, de Itaipu.

No ano passado, a Copel reajustou a tarifa, na média, em 24,9%. Ainda há um diferimento do reajuste que não foi aplicado nos anos de 2013 e 2014, que soma 15%, e que pode fazer parte do aumento que a Copel terá em 24 de junho.
Andréa Bertoldi
Reportagem Local-folha de londrina

PREFEITO ALEXANDRE BASSO ASSINA TERMO DE ADESÃO AO PROJETO "BRINCADEIRAS NA COMUNIDADE"

O Prefeito Alexandre Basso assinou, nesta quinta-feira (26), o Termo de Adesão ao Projeto "Brincadeiras na Comunidade". O projeto tem o objetivo de garantir o direito ao brincar, propiciando à criança a oportunidade de socialização em um ambiente lúdico. Aprovado pelo Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca), prevê recursos para a aquisição de brinquedotecas em municípios do programa Família Paranaense, desenvolvido pela Secretaria da Família e Desenvolvimento Social.
De acordo com a proposta, a brinquedoteca poderá ficar dentro de um Centro de Referência de Assistência Social (Cras) ou em outras unidades da rede de proteção à criança e ao adolescente. Os artigos que compõe o acervo também podem servir de ferramenta para auxiliar profissionais em avaliações psicológicas e cognitivas de aprendizagem. Além das brinquedotecas, o projeto irá oferecer uma formação completa aos profissionais dos municípios.

DEP FEDERAL JOÃO ARRUDA DEBATE A REGULAMENTAÇÃO DE EMBARCAÇÕES NO LITORAL PARANAENSE


Nesta semana  o Deputado Federal João Arruda teve  uma ótima conversa com o ministro da pesca, Helder Barbalho. Falaram  sobre a regulamentação de embarcações no litoral paranaense, novos investimentos no Parana e também trataram da visita que ele fará a Expolondrina em abril. O ministro também vai se reunir com a bancada federal do PMDB na semana que vem. O sucesso do ministério da pesca será o sucesso da pesca no Brasil. Vamos torcer e ajudar o ministro!

DO FACE DO DEPUTADO FED JOÃO ARRUDA

Canadá busca brasileiros para trabalhar em Quebec

Representantes da província canadense farão palestras em diversas cidades brasileiras para explicar passo a passo do processo de imigração

Cidade de Quebec, no Canadá, busca estrangeiros para atuar nas áreas de engenharias, TI e saúde
Cidade de Quebec, no Canadá, busca estrangeiros para atuar nas áreas de engenharias, TI e saúde (Getty Images)
Representantes da província de Quebec, no Canadá, estarão no Brasil no mês de março para divulgar oportunidades de trabalho a brasileiros que desejam imigrar para o país norte-americano. O Canadá tem uma população de cerca de 35 milhões de pessoas e é um dos países que mais investem em divulgação de vagas de emprego para estrangeiros.

As palestras acontecerão em sete cidades e apresentarão oportunidades de trabalho em áreas consideradas prioritárias pelo governo de Quebec, como engenharias, tecnologia da informação, marketing, contabilidade e saúde. Estão na programação as cidades de Recife (PE), João Pessoa (PB), Natal (RN), Campinas (SP), São Paulo (SP), Belo Horizonte (MG) e Curitiba (PR).

Leia também:
Governo de SP fecha acordo de intercâmbio com Canadá
Famílias brasileiras pedem pra sair
Dez destinos preferidos dos brasileiros para estudar inglês
Segundo Gilles Mascle, representante do setor de imigração de Quebec, o objetivo das palestras é explicar o passo a passo para a obtenção do visto permanente de imigração. “Os profissionais com diploma de ensino superior nas áreas prioritárias terão mais facilidade para obter o documento”, explica.
Mascle afirma também que pessoas vinculadas a todas as áreas podem se inscrever para participar gratuitamente das palestras, mesmo que não sejam das carreiras consideradas prioritárias. Além do diploma de ensino superior, contam pontos a fluência no francês, idioma oficial de Quebec. Confira abaixo informações sobre as palestras:
 

Palestras sobre imigração para Quebec, Canadá

CidadeDataHorárioLocal
Recife2 e 3 de março18h45Aliança Francesa Recife, Rua Amaro Bezerra, 466 - Derby
João Pessoa5 e 6 de março18h45Auditório da Reitoria da UFPB e Auditório Tarcísio Burity da UNIPE
Natal10 de março18h45Aliança Francesa de Natal, Rua Potengi, 459 - Petrópolis
Campinas16 de março18h45Local a confirmar
São Paulo17, 18 e 19 de março18h45Aliança Francesa de São Paulo. Rua General Jardim, 182 - Centro e SENAC Consolação - Auditorio Nobre, Rua Dr. Vila Nova, 228 - Centro
Belo Horizonte23 e 24 de março12h15 e 18h45Auditório da Faculdade de Ciências Econômicas da UFMG
Curitiba25 e 26 de março18h45Auditório FESP-PR, Rua Doutor Faivre, 141
 FONTE - REVISTA VEJA

Cobra Repórter cumpre agendas em Cornélio e Bandeirantes neste sábado

O deputado estadual Cobra Repórter (PSC) estará nas cidades de 
Cornélio Procópio e Bandeirantes neste sábado (28) onde participa de 
entrevistas e reunião com lideranças.

O primeiro compromisso é na cidade de Cornélio, às 8h, onde será entrevistado
na Rádio 104, no programa Jornal Regional.
A seguir, Cobra estará na cidade de Bandeirantes, onde participa de 
reunião com lideranças e o vereador do PSC Jailton Jesus da Rocha, o 
‘Branco do Perfume’.

Mais informações com Assessoria de Imprensa
Meire Bicudo (43) 3321-8920

DEPUTADO ESTADUAL TIAGO AMARAL VIABILIZA ÔNIBUS PARA SECRETARIA DE SAÚDE DE ASSAÍ

Através do empenho do Deputado Estadual Tiago Amaral, o Município de Assaí recebeu na manhã desta sexta-feira (27) do Governo do Estado o Ônibus da Saúde para transporte dos pacientes para outras cidades.
O novo ônibus conta com 27 lugares, ar-condicionado, refrigerador, bagageiro, televisão, dvd e plataforma elevatória para acessibilidade de pessoas com deficiência ou dificuldade de locomoção.
De acordo com o prefeito Luiz Mestiço é mais uma grande conquista para a saúde pública assaiense " Assaí recebe hoje este novo ônibus graças ao empenho do deputado Tiago Amaral e esforço do Governador Beto Richa que sempre está contribuindo com nosso município. O novo ônibus irá proporcionar mais conforto e segurança aos nossos pacientes que precisam de atendimentos especializados em Londrina”.

Sicredi Paranapanema PR/SP reuniu mais de 300 pessoas em Assembleia Geral Ordinária





O evento aconteceu exatamente no dia em que a cooperativa completou 30 anos de sua fundação


Os eventos deliberativos, chamados de Reuniões de Núcleo, da Sicredi Paranapanema PR/SP, reuniram mais de 3100 pessoas neste ano, nos 24 municípios que fazem parte de sua área de atuação, do dia 28 de janeiro até dia 12 de fevereiro de 2015.
Na Assembleia Geral Ordinária, que é a última reunião do processo decisório no período, realizada no dia 26 de fevereiro com a participação de mais de 300 pessoas, os dirigentes da cooperativa apresentaram as demonstrações financeiras, os resultados de 2014, acompanhados do parecer do Conselho Fiscal e da auditoria independente, assim como outros assuntos pertinentes. Todos os temas colocados em votação foram aprovados por unanimidade pelos coordenadores de núcleo, que são representantes dos mais de 32 mil associados da empresa. Além dos coordenadores de núcleo, participaram também todos os colaboradores da cooperativa, a imprensa e autoridades municipais.
O presidente, Claudinei Angelin, ressaltou que no Sicredi as decisões são compartilhadas e o voto tem o mesmo valor. “Nossos associados têm a oportunidade de participar das decisões, acompanhar o resultado financeiro e como o dinheiro investido na cooperativa gerou desenvolvimento, tornando assim a economia da região mais forte”. Angelin destacou ainda sua satisfação de estar à frente de uma instituição que cresce a cada dia, conquistando a confiança e a solidez necessárias para progredir constantemente no mercado financeiro local.

Comemorações:
Logo após o término do protocolo da Assembleia Geral, a cooperativa promoveu um momento marcante de homenagens aos colaboradores que possuem mais de 15 anos dedicados à empresa. Todos os presentes puderam conhecer um pouco mais da trajetória de cada um dos homenageados e do sentimento de pertencimento e amor que os colaboradores demonstram ter com a Sicredi Paranapanema PR/SP. O presidente Claudinei Angelin também foi homenageado pelo diretor executivo André Dall’Oglio, em nome de toda a cooperativa, através de um depoimento emocionante, valorizando assim os 30 anos de contribuição de Claudinei Angelin na trajetória de desenvolvimento da cooperativa, como associado, conselheiro e, desde 2002, presidente.



Atração musical:
            Para encerrar as comemorações alusivas ao aniversário da Sicredi Paranapanema PR/SP, a cantora Maria Alice, participante do programa The Voice Brasil da Rede Globo em 2014, fez uma apresentação musical com sua banda, durante o jantar de confraternização.

Sobre a Sicredi Paranapanema PR/SP
É uma das 100 cooperativas que integram o sistema Sicredi. Fundada em 1985, tem uma história marcada pela expressiva expansão, fortalecendo as comunidades e associados de toda a região do norte do Paraná e sul de São Paulo. Atualmente presente em 24 municípios, tem mais de 32 mil associados e cerca de R$ 230 milhões em recursos administrados.


Sobre o Sicredi
O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa com mais de 2,9 milhões de associados e 1.316 pontos de atendimento, em 11 Estados* do País. Organizado em um sistema com padrão operacional único conta com 100 cooperativas de crédito filiadas, distribuídas em quatro Centrais Regionais – acionistas da Sicredi Participações S.A. - uma Confederação, uma Fundação e um Banco Cooperativo que controla uma Corretora de Seguros, uma Administradora de Cartões e uma Administradora de Consórcios.
 Mais informações no site www.sicredi.com.br.

* Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Tocantins, Pará, Rondônia e Goiás.